Contato

+55 (11) 3747-9222

E-Mail

Compartilhe ››

Imigração Alemã

Imigração Alemã > Apresentação

Imigração de Língua Alemã no Brasil

 

A imigração de povos de língua alemã para o Brasil resulta, inicialmente, do encontro de dois contextos diferentes no século XIX. O primeiro refere-se à Europa e à sua numerosa população, empobrecida pelas guerra, faminta pelas más colheitas, desempregada pelo avanço da industrialização e perseguida por questões políticas e religiosas. O segundo diz respeito ao Brasil, país de grande extensão territorial, rico em terras, parcamente povoado e passando por mudanças políticas e econômicas significativas.

Dos povos de língua alemã que imigraram para o Brasil, a maioria era oriunda da Alemanha, mas também havia suíços, austríacos e povos de língua alemã habitantes de países do leste europeu, como os alemães do Volga (Wolgadeutsche, russo-alemães) e os suábios do Danúbio (Donauschwaben, alemães residentes ao longo do rio Danúbio) entre outros.


Alemães em Santa Catarina. Acervo Instituto Maritus-Staden

 

Oficialmente, a imigração alemã para o Brasil tem início em 25 de julho de 1824, data em que imigrantes chegaram a São Leopoldo/RS, onde fundaram a colônia. Porém, há dados relativos à chegada de imigrantes de língua alemã antes da data oficial, como os suíços que chegaram ao Rio de Janeiro em 1817, fundando a cidade de Nova Friburgo, e um grupo de alemães que teve como destino o sul de Bahia no ano seguinte.

 

São Leopoldo, 1924. Acervo do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo.

 

No estado de São Paulo, a imigração alemã de língua alemã occoreu, de forma mais intensa, em meados do século XIX, período caracterizado pelo pujante cultura cafeeira e pela escassez de mão de obra escrava, consequência direta da lei Eusébio de Queiroz de 1850, que proibia o tráfico negreiro para o Brasil. Muitos dos imigrantes que desembarcaram em São Paulo tornaram-se trabalhadores assalariados das grandes fazendas de café em substituição aos escravos.

 

Secagem de café no interior de São Paulo. Acervo do Instiutot Maritus-Staden.

 

A imigração de língua alemã ocorreu até o pós II Guerra Mundial; motivada praticamente pelos mesmos razções do século XIX: probreza, guerra, perseguição política e religiosa.

No geral, a travessia do Atlântico para o Brasil era uma tentativa de melhorar de vida, o que nem sempre se concretizou. Para o Brasil, significava oferta de mão de obra para a economia, povoamento do territórico e, segundo algumas fontes, branqueamento da população mestiça, considerada pelas elites inapta ao trabalho e ao desenvolvimento.

As motivações e o desenvolvimento desse processo no Brasil ainda são temas de estudo e vemos pesquisas sendo feitas sobre o papel de imigrantes de língua alemã na construção de cidades, indústrias, comércio, especialmente nas regiões do Sul e Sudeste, e ainda sobre a sua influência na cultura local através de igrejas, escolas, clubes e outras assosicações.

 

Viaduto do Chá (São Paulo) com a estrutura metálica importada da Alemanha. Acervo do Instituto Martius-Staden.

---------------------------------------------------

Filme sobre a comunidade alemã em São Paulo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=GlxUqVaynxY&hd=1

 

Filme sobre a história e cultura alemã no estado de São Paulo (TV-Cultura):

 

http://www.youtube.com/watch?v=e_8uYQsLJ4I

 

------------------------------------------------

Trecho de uma entrevista sobre a imigração alemã em São Paulo:

 



Foto


Seleção de fotografias antigas de São Paulo

Entre em contato