Contato

+55 (11) 3747-9222

E-Mail

Compartilhe ››

Quem Somos

Quem Somos > O Instituto

O Instituto Martius-Staden de Ciências, Letras e Intercâmbio Cultural Brasileiro-Alemão é uma entidade de utilidade pública sem fins lucrativos mantida pela Fundação Visconde de Porto Seguro.

 

 

Atividades

As atividades do Instituto destinam-se a fomentar o intercâmbio cultural entre o Brasil e países de língua alemã, como a Alemanha, a Áustria e a Suíça.

A principal atuação do Instituto Martius-Staden é manter acessível ao público em geral um dos mais importantes acervos sobre a imigração dos povos de língua alemã para o Brasil, formado por documentos, jornais, livros, mapas, fotografias e outros materiais.

Possui um setor de publicações, que edita o Anuário Martius-Staden desde 1953, assim como outras publicações voltadas ao escopo do trabalho do Instituto.

Na área de eventos, promove concertos, exposições, cursos e palestras.

Para ampliar o alcance de suas atividades, o Instituto mantém parcerias com várias instituições culturais e de pesquisa no Brasil, na América Latina e em países de língua alemã.

O Instituto localiza-se na zona sul da cidade de São Paulo (SP), tendo suas instalações dentro do Colégio Visconde de Porto Seguro – Unidade Panamby.

 

 

Histórico

75 anos de preservação da memória histórica e estreitamento de laços entre o Brasil e os países de língua alemã

 

As atividades do Instituto Martius-Staden remontam ao começo do século XX: professores alemães que residiam em São Paulo organizaram-se e fundaram a Associação de Professores Alemães (Deutscher Lehrerverein) em 1916.

Em 1925, publicaram um anúncio no jornal com a seguinte convocação: que todos os membros da colônia alemã, associações e empresas doassem documentos, fotos, relatos e outras publicações que estivessem relacionados ao crescimento da colônia. O material deveria ser encaminhando a então Rua Olinda, nº 48, sede da Olinda Schule (outra designação da Deutsche Schule, atual Colégio Visconde de Porto Seguro), hoje Rua João Guimarães Rosa, que ladeia a Praça Roosevelt, situada no coração da cidade.

Em 1938, foi fundada a Sociedade Hans Staden, fruto do amadurecimento das atividades desses professores alemães, que já demonstravam uma preocupação clara: preservar as histórias e vivências relacionadas à imigração para São Paulo.

Em 1947, esta sociedade é nomeada como Instituto Hans Staden. Para apoiar financeiramente o Instituto, foi criada a Fundação Martius (1951), entidade sem fins lucrativos.

Em 1997, a Fundação Visconde de Porto Seguro incorporou o Instituto Hans Staden e a Fundação Martius, criando o Instituto Martius-Staden que agora, sob este nome, dá continuidade ao trabalho que vem sendo realizado há décadas.

 

Sobre a designação do Instituto

O nome “Instituto Martius-Staden” faz menção a duas importantes figuras históricas:

Hans Staden, o primeiro autor a publicar um relato extenso sobre o Brasil (a “Warhaftige Historia”, 1557), e

Carl Friedrich Philipp von Martius, naturalista e botânico, autor de obras como “Viagem pelo Brasil”, “História Naturalis Palmarum” (produzida entre 1823 e 53) e o compêndio monumental “Flora Brasiliensis” (1840 e 1906).

 

 



Foto


Algumas fotos que constam no e-book Zwischen Gummizapfern und Kautschukbaronen.

Entre em contato